Atletas do tiro ficam sem medalhas, mas com o dever cumprido

Lages inscreveu atiradores em quase todas as modalidades do esporte, nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), exceto na categoria de carabina. Eles se juntaram aos centenas de atiradores vindos de 22 municípios catarinenses, em provas disputadas nos estandes do Clube Caça e Tiro. Nesta edição, Lages não conquistou medalha nem por equipe e nem no individual. Durante os Jasc 10 atletas lageanos estiveram se revezando nos estandes.
As melhores colocações dos lageanos foram por equipe, com dois sétimos lugares: no tiro ao prato (trap double e no trap americano). O ortopedista Antonir Nolla foi quarto colocado no trap americano, mas empatado com outros três atiradores (de Lages eram seis atiradores do single e 4 do double).
Osmar Dengo, da modalidade de armas curtas, também foi bem. Foi quinto colocado na pistola central 50 metros e no fogo central. E foi quarto por troféu geral por equipe. “Foi muito boa nossa participação, considerando-se com quem competimos”, explica, ao se referir ao atual campeão mundial militar de fogo central, Iengo Batista; segundo representante do Brasil na Olimpíada do Rio, Julio Almeida; e Emerson Duarte, campeão mundial no fogo central e partipante da Olimpíada do Rio no tiro rápido.

Marco Rochemback, atleta do tiro – Foto: Bega Godóy

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)