ENTENDA COMO FUNCIONA O ‘OSCAR’ DOS RESTAURANTES

Qual o melhor restaurante em que você comeu nos últimos 18 meses? Essa é a pergunta feita para 936 especialistas que formam a Academia dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo e as respostas dadas pelos integrantes deste grupo são organizadas pela revista inglesa Restaurant. Os resultados da pesquisa de 2013 serão apresentados nesta segunda-feira (29), em Londres, capital do Reino Unido, durante jantar de premiação.

O dinamarquês Noma, do chef René Redzepi, ocupa o topo da lista há três anos. Mas, desta vez, um dos favoritos para assumir o posto é o paulistano D.O.M, do brasileiro Alex Atala, 4º colocado em 2012. Na teoria, porém, qualquer restaurante do mundo pode entrar no ranking dos 50 melhores do mundo.

A premiação não está baseada em critérios técnicos, nem conta com requisitos mínimos para selecionar os estabelecimentos que podem ser escolhidos pelos eleitores. Ou seja, se um restaurante de bairro, por exemplo, conseguir inovar em um menu extraordinariamente inventivo, ele estará, em tese, competindo em pé de igualdade com o D.O.M, eleito melhor restaurante da América do Sul, ou com o Dinner, do chef Heston Blumenthal, que ficou com a primeira posição entre os ingleses.
“Acreditamos que esse é um dos pontos fortes da lista – o fato de que restaurantes de qualquer estilo podem entrar na seleção, desde templos da gastronomia até estabelecimentos de comida casual de rua”, afirmou o editor-chefe da revista Restaurant, William Drew.Existem, contudo, algumas regras básicas para garantir que a eleição seja equilibrada. No total, a premiação conta com nove categorias, entre elas ‘Melhor chef mulher’ e ‘Prêmio pelo conjunto da obra’. Tudo definido com base na votação mundial organizada pela publicação inglesa.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>