Coluna de Fds – 14 e 15 de julho

Música na Serra inicia neste domingo

A correria do dia a dia ganha uma nova trilha sonora de 15 a 21 de julho, durante a 6ª edição do Festival Internacional Música da Serra. A cidade de Lages será inundada pela melodia da música clássica, todas as noites, a partir das 20h, através de concertos gratuitos, no Teatro Marajoara. Neste domingo orquestra e coral infantil. Imperdível!!!! Programação completa em www.musicanaserra.com.br

Aniversários

Final de semana para soprar velinhas com Debora Bento, Alexsandra Antunes, Claudia Mota, Adilson Figueiredo, Milton Barão, Daniela Gerber, Ana Maria Coelho, Rafael S. Martins, Robson Fogaça, Juliana Zingalli, Maria Terezinha Ramos, Rosemary Vescovi Rodrigues, Elias Kovalski, Josi Carla Morais, Debora Bento, Raquel Helena Symalla, Josiana Andrade, Marizilda Heinzen Coelho, Elizete Reis, Grasiele Galli Gargioni, Julio Macedo, Marisa Timoteo, Carla Rejane Maurano, Acari Amorim, Nalu Branco Mendes, Arlan Alves, Vanessa Giesel e Vanessa Giesel.

“Eu permito a todos serem como quiserem, e a mim como devo ser”.

Chico Xavier

Três Atos com Isabel Baggio O nosso “Três Atos” de hoje é com Isabel Baggio, presidente do Instituto José Paschoal Baggio, realizador do Festival Internacional Música na Serra. 1-O Música na Serra está em sua 6ª edição. Quais os grandes desafios de manter um evento como esse? Um grande desafio é a cada ano termos novidades e atrações que interessem ao público, tanto o público que assiste como aos alunos que vem até aqui para ter as suas aulas com professores de qualidade e renomados. Outro desafio é o aspecto financeiro, pois envolve lei incentivada. Isso depende de dois processos: A aprovação do Ministério da Cultura em função das exigências e formalidades que o Ministério impõe, nos exigindo muitas formalidades. O outro passo é a captação de recursos. Nesse ponto o principal é o convencimento das empresas de que é importante realizar esses aportes, pois o dinheiro dos impostos permanece na cidade sendo investido em cultura e auxiliando no desenvolvimento da economia e na circulação de recursos dentro da cidade, devido a contratação de inúmeros serviços. 2-	O Festival além de música e cultura agrega muito mais a nossa cidade. Poderia nos falar sobre esses números tendo como base o ano de 2017? No ano de 2017 foram 13 dias de evento. Tivemos 25 concertos, entre os noturnos, acadêmicos e sociais. Foram 37 músicos vindos de dez países diferentes. Alunos de música vindos de 11 estados brasileiros para participar de 15 master classes, perfazendo 360 horas de aula. Foram 2520 refeições e 7121 diárias de hospedagem. Tudo isso para um público estimado em 10 mil pessoas. E ainda nas redes sociais foram 50 mil visualizações, alcançando mais de 200 mil pessoas. Pelos números podemos perceber o impacto econômico que o Festival traz além da cultura, da formação de plateia e de trazer música de qualidade para as pessoas com custo zero. Sem esquecer da oportunidade que os alunos têm de fazer um curso que só encontrariam nos EUA e França, com professores internacionalmente renomados. A incrementação do turismo também é fundamental. Pois, as pessoas que ficam na cidade para assistir ao Festival vão consumir mais o comércio, a gastronomia e conhecer mais a região. Então esse novo olhar dos lageanos para este projeto é muito importante.  3-	O que esperar do Música na Serra deste ano? Deixe o seu convite. Esperamos oferecer para o público espetáculos que lhe deixem boas energias, boas perspectivas, vontade de voltar no próximo ano e que as pessoas percebam que todo esse trabalho, que é feito pelo Instituo através do Festival, seja percebido como um presente. Que Lages receba esse presente com o carinho devido, isto é, prestigiando todas as noites as apresentações que são construídas pensando em atender todas as modalidades e todos os tipos de gosto. Convido todos para prestigiar, o que há de melhor na música de qualidade, durante toda essa semana que é um presente para a Serra Catarinense.

Três Atos com Isabel Baggio
O nosso “Três Atos” de hoje é com Isabel Baggio, presidente do Instituto José Paschoal Baggio, realizador do Festival Internacional Música na Serra.
1- O Música na Serra está em sua 6ª edição. Quais os grandes desafios de manter um evento como esse?
Um grande desafio é a cada ano termos novidades e atrações que interessem ao público, tanto o público que assiste como aos alunos que vem até aqui para ter as suas aulas com professores de qualidade e renomados. Outro desafio é o aspecto financeiro, pois envolve lei incentivada. Isso depende de dois processos: A aprovação do Ministério da Cultura em função das exigências e formalidades que o Ministério impõe, nos exigindo muitas formalidades. O outro passo é a captação de recursos. Nesse ponto o principal é o convencimento das empresas de que é importante realizar esses aportes, pois o dinheiro dos impostos permanece na cidade sendo investido em cultura e auxiliando no desenvolvimento da economia e na circulação de recursos dentro da cidade, devido a contratação de inúmeros serviços.
2- O Festival além de música e cultura agrega muito mais a nossa cidade. Poderia nos falar sobre esses números tendo como base o ano de 2017?
No ano de 2017 foram 13 dias de evento. Tivemos 25 concertos, entre os noturnos, acadêmicos e sociais. Foram 37 músicos vindos de dez países diferentes. Alunos de música vindos de 11 estados brasileiros para participar de 15 master classes, perfazendo 360 horas de aula. Foram 2520 refeições e 7121 diárias de hospedagem. Tudo isso para um público estimado em 10 mil pessoas. E ainda nas redes sociais foram 50 mil visualizações, alcançando mais de 200 mil pessoas.
Pelos números podemos perceber o impacto econômico que o Festival traz além da cultura, da formação de plateia e de trazer música de qualidade para as pessoas com custo zero. Sem esquecer da oportunidade que os alunos têm de fazer um curso que só encontrariam nos EUA e França, com professores internacionalmente renomados. A incrementação do turismo também é fundamental. Pois, as pessoas que ficam na cidade para assistir ao Festival vão consumir mais o comércio, a gastronomia e conhecer mais a região. Então esse novo olhar dos lageanos para este projeto é muito importante.
3- O que esperar do Música na Serra deste ano? Deixe o seu convite.
Esperamos oferecer para o público espetáculos que lhe deixem boas energias, boas perspectivas, vontade de voltar no próximo ano e que as pessoas percebam que todo esse trabalho, que é feito pelo Instituo através do Festival, seja percebido como um presente. Que Lages receba esse presente com o carinho devido, isto é, prestigiando todas as noites as apresentações que são construídas pensando em atender todas as modalidades e todos os tipos de gosto. Convido todos para prestigiar, o que há de melhor na música de qualidade, durante toda essa semana que é um presente para a Serra Catarinense.

Anita Paes da Costa e os papais Luciana Paes e Carlos Alberto Neto da Costa, festejando o aniversário de 5 anos da princesa! Foto Cloud Photography

Anita Paes da Costa e os papais Luciana Paes e Carlos Alberto Neto da Costa, festejando o aniversário de 5 anos da princesa!
Foto Cloud Photography

Bia Passos completa 15 anos em agosto A menina que saiu pequenininha de Lages para fazer sucesso nacional cresceu e está linda. Bia Passos a atriz que viveu a personagem Olivia em “A Vida da Gente”, Manuela em “Cheias de Charme” na Rede Globo e recentemente  viveu a protagonista  Pietra em Belavenvtura na  TV Record, festejará seus 15 anos no mês de agosto. A atriz passou dois dias fotografando para registrar este momento todo especial. O local escolhido para as fotos no Haras do Baruca e na Mansão Colina. Detalhe, a fotógrafa é mãe da atriz, a querida e talentosa Adriana Passos. Foto Adriana Passos

Bia Passos completa 15 anos em agosto
A menina que saiu pequenininha de Lages para fazer sucesso nacional cresceu e está linda. Bia Passos a atriz que viveu a personagem Olivia em “A Vida da Gente”, Manuela em “Cheias de Charme” na Rede Globo e recentemente viveu a protagonista Pietra em Belavenvtura na TV Record, festejará seus 15 anos no mês de agosto. A atriz passou dois dias fotografando para registrar este momento todo especial. O local escolhido para as fotos no Haras do Baruca e na Mansão Colina. Detalhe, a fotógrafa é mãe da atriz, a querida e talentosa Adriana Passos.
Foto Adriana Passos

Medalha para Uniplac no Jucs A nossa menina de ouro da natação lageana, Marina Medeiros Neves, trouxe medalha para a Uniplac nos Jogos Universitários Catarinenses. Orgulho nosso e maior orgulho ainda para a mamãe da atleta, a empresária Beth Neves. Aplausos!!!

Medalha para Uniplac no Jucs
A nossa menina de ouro da natação lageana, Marina Medeiros Neves, trouxe medalha para a Uniplac nos Jogos Universitários Catarinenses. Orgulho nosso e maior orgulho ainda para a mamãe da atleta, a empresária Beth Neves. Aplausos!!!

Essa é para quem gosta de jeep. Que tal esta jipeira? Ensaio no maior estilo da joaquinense Ariane Cardoso estudante de Direito

Essa é para quem gosta de jeep. Que tal esta jipeira? Ensaio no maior estilo da joaquinense Ariane Cardoso estudante de Direito

A família de João Marcos e a Larissa Hugen vai aumentar. Esse casal lindo apaixonado por animais está mais que feliz à espera da pequena Maria Isadora

A família de João Marcos e a Larissa Hugen vai aumentar. Esse casal lindo apaixonado por animais está mais que feliz à espera da pequena Maria Isadora

Aniversário de Pai e Filha!  O mês de julho está sendo de festa para a família Antunes. Adilvo Antunes soprou velinhas dia 7 e neste sábado que festeja mais um ano de vida, é a psicóloga Alexsandra Antunes. Parabéns duplos!!!

Aniversário de Pai e Filha!
O mês de julho está sendo de festa para a família Antunes. Adilvo Antunes soprou velinhas dia 7 e neste sábado que festeja mais um ano de vida, é a psicóloga Alexsandra Antunes. Parabéns duplos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*